+55 (31) 3657-5060 / site@outravisao.com.br

Clínica para dependentes químicos em Lagoa Santa (MG) tem 33% das vagas destinadas a internações compulsórias involuntárias

A clínica Centradeq para dependentes químicos em Lagoa Santa (MG) é exclusiva para homens, que fazem um tratamento de 9 meses

Por:outravisao
Centradeq | Press Release

20

fev 2018

Clínica para dependentes químicos em Lagoa Santa (MG) tem 33% das vagas destinadas a internações compulsórias involuntárias

Parceria com prefeituras municipais ajuda a Centradeq recuperar vidas de pacientes que não teriam condições de pagar pelo tratamento 

Belo Horizonte (MG), fevereiro de 2018 – A clínica do Centro de Tratamento de Dependência Química (Centradeq) em parceria com o Centro de Recuperação de Dependentes Químicos (Credeq) em Lagoa Santa (MG) possui hoje 75 pacientes, sendo que 25 são internações compulsórias involuntárias. “Destinamos 33% das nossas vagas a esta demanda, uma parceria com prefeituras municipais, em que as prefeituras custeiam o tratamento e o paciente tem sua vaga garantida por meio de ordem judicial”, esclarece o assistente social e sócio do Centradeq, Wellington Vieira. “A internação compulsória é uma solução para famílias desesperadas para salvar seus filhos”, ressalta Wellington, responsável técnico pela clínica. Wellington tem pós-graduação em dependência química, trabalha com o tema há mais de 27 anos atualmente é Conselheiro Estadual de Política Sobre Drogas e já foi Conselheiro Nacional de Política Sobre Drogas CONAD.

São 30 mil metros quadrados de área, muito verde, com horta, animais, piscina, academia, sala de jogos, sala de aula, quadra poliesportiva, espaços multidisciplinares, salas de atendimento e refeitório – Fotos: Paulo Cunha / Outra Visão Comunicação

A parceria do Centradeq com prefeituras hoje é feita com municípios como Alvinópolis, Guaraciaba, Lagoa Santa, Pirapora e Vespasiano. “Por enquanto nossa parceria está em cidades de Minas Gerais. A intenção é ampliar os municípios atendidos e os estados. O nosso objetivo é dar oportunidade para quem precisa se tratar e não tem condição”, reforça Wellington.

O terapeuta e sócio do Centradeq, Ivan Pinto, explica que a internação compulsória involuntária ocorre caso o paciente ofereça risco à família e a mesma não tenha recursos financeiros para a internação. “Os dependentes químicos muitas vezes ameaçam a família de morte, agridem física e verbalmente, além do assédio moral diário da ação do consumo das drogas e destruição da própria vida. E muitas vezes se envolvem com pessoas do tráfico de drogas que são perigosas e podem também ameaçar tanto o dependente químico como suas famílias”, detalha Ivan. “Nestes casos, a família deve procurar ajuda e pode acionar a defensoria pública. Alguns juízes já entendem o perigo dessa situação e dão a ordem judicial para a internação compulsória involuntária”, completa.

Ivan também é radialista e comentarista esportivo. Usou drogas por 25 anos, foi internado em clínicas voluntárias cinco vezes e internado em uma clínica involuntária uma vez. “Foi depois de passar pela clínica involuntária que entrei em recuperação, processo este que desenvolvo continuamente em minha vida. Estou limpo há cinco anos”, conta Ivan. Com o projeto do Centradeq, voltado para ajudar outras pessoas com problemas com drogas, ele encontrou o estímulo para não recair. “Minha luta é para devolver a vida para os dependentes e suas famílias”, fala.

Clínica para dependentes químicos em Lagoa Santa (MG) tem 33% das vagas destinadas a internações compulsórias involuntárias

Clínica para dependentes químicos em Lagoa Santa (MG) tem 33% das vagas destinadas a internações compulsórias involuntárias

A clínica do Centradeq está aberta a visitações e oferece um tratamento humanizado aos pacientes que precisam se tratar da dependência química. As internações podem ser voluntárias, involuntárias ou compulsórias.

Sobre a Clínica do Centradeq 

A clínica do (Centradeq) para dependentes químicos em Lagoa Santa (MG) é exclusiva para homens, que participam de um tratamento de 9 meses. Os problemas tratados são com álcool, drogas (crack, cocaína, maconha, LDS, Ecstasy e demais psicoativos), farmacodependência e problemas psiquiátricos. Recebe pacientes por meio de internações voluntárias, compulsórias e involuntárias, esta última amparada pela Lei Federal 10.216, artigo 6, de 6 de abril de 2001.

Foi fundada há 15 meses. Hoje, são 75 pacientes e 22 pacientes já terminaram o tratamento. Está em obras para ampliação da capacidade do atendimento, com construção de nove novos quartos, sendo que cinco destes quartos já estão prontos.

A clínica Centradeq para dependentes químicos em Lagoa Santa (MG) é exclusiva para homens, que fazem um tratamento de 9 meses

A clínica Centradeq para dependentes químicos em Lagoa Santa (MG) é exclusiva para homens, que fazem um tratamento de 9 meses

Possui cronograma terapêutico baseado em doze passos dos Alcoólicos Anônimos e Narcóticos Anônimos e tratamento individualizado por paciente, com equipe multidisciplinar composta por psiquiatra, psicólogo, assistente social e terapeutas especialistas no tratamento da dependência química.

“Somos um centro de tratamento que acredita na recuperação do ser humano. Nossa missão é ajudar pessoas que têm problemas com álcool e drogas a encontrarem uma nova maneira de viver baseada na abstinência, valores familiares e espiritualidade”, explica Ivan Pinto. Com o projeto do Centradeq, voltado para ajudar outras pessoas com problemas com drogas, Ivan encontrou o estímulo para não recair. “Minha luta é para devolver a vida para os dependentes e suas famílias”, fala.

“O tratamento é humanizado, baseado em princípios de honestidade, mente aberta e boa vontade”, completa o assistente social e sócio do Centradeq Wellington Vieira. Na clínica Centradeq, os pacientes são internados sob responsabilidade de um familiar de 1º grau.

Estrutura e rotina

A clínica Centradeq oferece comodidade, conforto, assistência médica, assistência psicológica, segurança e monitoramento completo por vídeo 24 horas. Ao todo, são 30 mil metros quadrados de área, muito verde, horta, animais, piscina, academia, sala de jogos, sala de aula, quadra poliesportiva, espaços multidisciplinares, salas de atendimento, refeitório. Está situada em Lagoa Santa (MG), na Região Metropolitana de Belo Horizonte, a 35 km, cerca de 40 minutos de distância da capital mineira.

“Acreditamos que quando a mente está sã, o corpo está são”, detalha Ivan. Por isso, o esporte é muito valorizado. “Estimulamos as práticas ao ar livre, interações com a natureza e com eles mesmos”. Dentro da rotina, tem aulas com professores especializados de fitness funcional, hidroginástica e natação.

Parceria com prefeituras municipais ajuda a Centradeq recuperar vidas de pacientes que não teriam condições de pagar pelo tratamento 

Parceria com prefeituras municipais ajuda a Centradeq recuperar vidas de pacientes que não teriam condições de pagar pelo tratamento

Eles utilizam a literatura dos doze passos dos Alcoólicos Anônimos e Narcóticos Anônimos, com o objetivo de preparar as pessoas para se reintegrarem a sociedade de forma plena, ao mesmo tempo resgatando valores espirituais e familiares. A clínica é ecumênica e estimula a espiritualidade.

O tratamento engloba reuniões individuais e em grupo, terapia cognitivo comportamental, prevenção a recaída e laborterapia funcional. A laborterapia inclui: cuidados com animais, horta, quartos, cozinha, limpeza, construção civil, entre outros. “Estimulamos que o grupo participe e se comprometa com atividades. Existe um sentimento de coletividade muito bonito, os pacientes gostam de contribuir com nosso espaço”, conta Ivan. Também acontecem aulas de Música, Matemática, Português, por meio de ajuda mútua entre os pacientes e a clínica já trabalha para concretizar parcerias com instituições de ensino regular e profissionalizante.

Com cerca de 25 profissionais, a equipe é composta por médico psiquiatra especialista em dependência química, psicóloga especialista em dependência química, assistentes sociais, enfermeiras, terapeutas, conselheiros, seguranças, nutricionista e cozinheira.

A instituição é particular e não tem convênios com planos de saúde. O custo médio mensal de internação particular é R$ 3.000,00.

Fotos em Alta Resolução – Galeria Outra Visão / Centradeq – https://goo.gl/HFHS5a 

Serviços – Centradeq  – Rua Antonio Junior Rabelo, 95 – Bairro Palmital III – Lagoa Santa – MG – Telefones: Vivo (31) 97124-5682 e 99996-7211 – Tim (31) 97123-7654 e 99176-7182 – Claro (31)98425-6674 – Site: www.centradeq.com.br

 

Assessoria de Imprensa – Outra Visão Comunicação

 

Outra Visão Comunicação – www.outravisao.com.br


Compartilhe:

Rua Alberto Cintra, 210 - Ed. Versatti CEP 31160 -370

+55 (31) 3657-5060

site@outravisao.com.br