+55 (31) 3657-5060 / site@outravisao.com.br

Imposto de Renda 2018 – 12 dicas para facilitar a declaração

Suely Marques, diretora da HS Auditoria Contábil, orienta os contribuintes sobre as principais mudanças deste ano - Foto: Paulo Cunha / Outra Visão Comunicação

Por:outravisao
HS Auditoria | Press Release

05

mar 2018

Imposto de Renda 2018 – 12 dicas para facilitar a declaração

Orientações aos contribuintes sobre as principais mudanças deste ano

Belo Horizonte, Março de 2018 – A Receita Federal abriu no início do mês o período de entrega da Declaração de Imposto de Renda 2018 (DIRPF), referente ao ano-base 2017. Os contribuintes têm até o dia 30/04/2018 para entregar a declaração. Neste ano, foram incluídas algumas novidades importantes como a obrigatoriedade de informar o CPF de dependentes e alimentandos com 8 anos ou mais, completados até a data de 31/12/2017, por exemplo.

“Não deixe para a última hora as declarações de imposto de renda pessoa física ou jurídica. O ideal é sempre consultar um contador para lhe auxiliar na elaboração da declaração”, explica Suely Marques, diretora da HS Auditoria Contábil, contadora com mais de 40 anos de experiência no setor. Para esclarecer sobre as mudanças da declaração deste ano, a contadora elencou 12 importantes tópicos que todo contribuinte deve ficar atento ao preencher a declaração:

1 – Painel Inicial:  O layout do programa foi remodelado e agora possui um Painel inicial que contém as fichas identificadas com as mais relevantes para cada contribuinte. O painel apresenta as principais telas que o usuário precisou de acordo com o ano anterior;

2 – Declaração de Bens: Foram criados campos específicos para informações complementares relacionadas a alguns tipos de bens. Exemplos: Imóveis: data de aquisição, endereço, inscrição municipal (IPTU), área do imóvel; Veículos: RENAVAN; Contas Bancárias: banco, agência e número da conta. A falta de preenchimento destas informações vai gerar aviso no ato da verificação. “Neste ano ainda não é obrigatório, mas acredito que a partir do próximo ano pode vir a ser  obrigatório o preenchimento destes dados”, comenta Suely Marques.

3 – Alíquota Efetiva: Exibição da relação percentual entre o imposto devido e o total de rendimentos tributáveis. O sistema vai mostrar a melhor tributação conforme a declaração completa ou simplificada;

4 – Dependentes: Obrigatoriedade de informar o CPF de dependentes e alimentandos com 8 anos ou mais, completados até a data de 31/12/2017:

5 – Obrigatoriedade de entrega: Está obrigado a apresentar a declaração anual, entre outras situações previstas na norma, aquele que, no ano-calendário de 2017, recebeu rendimentos tributáveis, sujeitos ao ajuste na declaração:

  • Cuja soma foi superior a R$ 28.559,70 e, em relação à atividade rural, obteve receita bruta em valor superior a R$ 142.798,50.
  • Receberam rendimentos isentos, não tributáveis ou tributados exclusivamente na fonte, cuja soma foi superior a R$ 40.000,00;
  • Obtiveram, em qualquer mês, ganho de capital na alienação de bens ou direitos, sujeito à incidência do imposto, ou realizou operações em bolsas de valores, de mercadorias, de futuros e assemelhadas;
  • Pretendam compensar, no ano-calendário de 2017 ou posteriores, prejuízos com a atividade rural de anos-calendário anteriores ou do próprio ano-calendário de 2017;
  • Tiveram, em 31 de dezembro, a posse ou a propriedade de bens ou direitos, inclusive terra nua, de valor total superior a R$ 300.000,00;
  • Passaram à condição de residentes no Brasil em qualquer mês e nessa condição encontravam-se em 31 de dezembro;
  • Optaram pela isenção do Imposto sobre a Renda incidente sobre o ganho de capital auferido na venda de imóveis residenciais;
  • Aplicado na aquisição de imóveis residenciais localizados no País, no prazo de 180 (cento e oitenta) dias contado da celebração do contrato de venda, nos termos do art. 39 da Lei nº 11.196, de 21 de novembro de 2005;
  • As deduções com dependentes estão limitadas a R$ 2.275,08 por dependente;
  • As despesas com educação têm limite individual anual de R$ 3.561,50.

6 – Documentos Necessários – Informes de rendimentos 

  • Informes de Rendimentos de instituições financeiras, inclusive corretora de valores;
  • Informes de Rendimentos de salários, pró-labore, distribuição de lucros*, aposentadoria, pensões, etc;
  • Informes de Rendimentos de aluguéis móveis e imóveis recebidos etc.;
  • Informações e documentos de outras rendas percebidas no exercício de 2017, tais como doações, heranças, dentre outras;
  • Livro Caixa e DARFs de Carnê-Leão;
  • Informes de Rendimentos de participações de programas fiscais (Nota Fiscal Paulista, Nota Fiscal Paulistana, dentre outros).

7 – Bens e Direitos: Documentos comprobatórios da venda e venda de bens e direitos ocorridas em 2017.

8 – Dívidas e Ônus: Documentos comprobatórios da aquisição de dívidas e ônus no ano de 2017.

9 – Rendas Variáveis 

  • Controle de compra e venda de ações, inclusive com a apuração mensal de imposto (indispensável para o cálculo do Imposto de Renda sobre Renda Variável);
  • DARFs de Renda Variável.

10 – Pagamentos e Deduções efetuadas 

  • Recibos de Pagamentos de Plano de Saúde (com CNPJ da empresa emissora);
  • Despesas médicas e odontológicas em geral (com CNPJ da empresa emissora);
  • Comprovantes de despesas com educação (com CNPJ da empresa emissora, com a indicação do aluno);
  • Comprovante de pagamento de previdência social e privada (com CNPJ da empresa emissora);
  • Recibos de doações efetuadas;
  • Recibos de empregada doméstica (apenas uma), contendo número NIT;
  • Recibos de pagamentos efetuados a prestadores de serviços.

11 – Separar também informações gerais 

  • Nome, CPF, grau de parentesco e data de nascimento dos dependentes;
  • Endereços atualizados;
  • Cópia completa da última Declaração de Imposto de Renda Pessoas Física entregue;
  • Dados da conta para restituição ou débitos das cotas de imposto apurado, caso haja;
  • Atividade profissional exercida atualmente.

12 – Nota Importante: A Receita Federal possui um eficiente sistema informatizado de cruzamentos de informações entre os quais se incluem dados das seguintes declarações, entre outras:

  • DIMOB: Declaração de Informações sobre Atividades Imobiliárias
  • DIRF: Declaração do Imposto de Renda Retido na Fonte
  • DOI: Declaração de Operações Imobiliárias
  • DBF: Declaração de Benefícios Fiscais
  • DECRED: Declaração de Operações com Cartão de Crédito
  • e-Financeira – Declaração das operações financeiras realizadas nas  contas correntes, contas de poupança e aplicações.

Sobre Suely Marques 

Suely Marques é contadora, especialista em auditoria e perita judicial contábil. Possui quase 40 anos de experiência profissional. Atualmente, Suely é presidente da Rede Integrar – Rede de Contabilistas Consultores, Vice-presidente de Ética e Disciplina e Conselheira do Conselho Regional de Contabilidade Minas Gerais (CRC – MG), 4a. Diretora de Relações-Públicas do Sindicato das Empresas de Contabilidade do estado de Minas Gerais (Sinescontábil).

Suely é fundadora da HS Auditoria Contábil, em Belo Horizonte (MG). Trabalha com uma equipe com cerca de 20 profissionais das áreas de contabilidade, administração, recursos humanos, psicologia, dentre outras. São cerca de 100 clientes atendidos, em todo o Brasil.

Suely Marques, diretora da HS Auditoria Contábil, orienta os contribuintes sobre as principais mudanças deste ano - Foto: Paulo Cunha / Outra Visão Comunicação

Suely Marques, diretora da HS Auditoria Contábil, orienta os contribuintes sobre as principais mudanças deste ano – Foto: Paulo Cunha / Outra Visão Comunicação

A HS é uma das empresas pioneiras na certificação da ISO 9001 voltada ao segmento contábil, do Programa de Qualidade Necessária Contábil (PQNC). É a certificação que atesta a qualidade e seriedade dos serviços prestados.  A empresa atende as áreas contábil, fiscal e tributária, Imposto de Renda para pessoas físicas, auditoria, Recursos Humanos e Societário.

FOTOS em Alta Resolução – Galeria Outra Visão – HS Auditoria Contábil – https://goo.gl/Xwv3JL

 

Assessoria de Imprensa – Outra Visão Comunicação

Raquel Aguirre – raquel@outravisao.com.br – (31) 9 9203-0205

Paulo Cunha – paulo@outravisao.com.br – (31) 9 9275-2887

www.outravisao.com.br – (31) 3657-5060

 


Compartilhe:

Rua Alberto Cintra, 210 - Ed. Versatti CEP 31160 -370

+55 (31) 3657-5060

site@outravisao.com.br